Arquivo do mês: março 2013

Como escolher uma cadeirinha para o carro/ bebê conforto?

A cadeirinha para carro Grupo 0 ou 0+ (para bebês até 10 ou 13 kg, respectivamente), conhecida popularmente como “bebê conforto”, é um item indispensável para a família que anda de carro. Transportar um bebê de colo sem esse acessório significa não só correr riscos desnecessários como também desafiar a lei. Mas isso tudo você já sabe (ou, se não sabe, veja o manual do Departamento Nacional de Trânsito sobre Segurança no Transporte de Crianças). O que é mais complicado, com tantas opções no mercado e opiniões divergentes, é escolher a  cadeirinha certa para transportar o seu bebezico. Sorte a sua, então, ter descoberto o blog de uma pesquisadora obsessiva que gosta de simplificar a vida das pessoas ;-).

Bom, primeiro vamos falar dos critérios obrigatórios:

  1. QUALIDADE: Ser bem projetada e fabricada por uma empresa de confiança, com materiais robustos, e ter demonstrado bom desempenho em testes de qualidade.
    Campeão de vendas, o Graco Snugride supera os requisitos de segurança dos EUA.

    Campeão de vendas, o Graco Snugride supera os requisitos de segurança dos EUA.

    Dicas: Procure marcas com tradição, de preferência europeias ou norte-americanas, já que nessas regiões as leis e os testes são mais rígidos e, portanto, a qualidade tende a ser melhor. Um teste feito pela Proteste em cadeirinhas do grupo 1 (a categoria para bebês acima de 9kg) encontrou falhas em vários modelos disponíveis no Brasil. Se você tiver condições de fazer seu enxoval no exterior, traga uma cadeirinha de lá: o custo/benefício é muito maior. Marcas europeias: Maxi Cosi (Bebé Confort é a “segunda linha” do mesmo grupo empresarial), Peg Perego (Burigotto é a “segunda linha”), Recaro. Marcas americanas: Graco, Chicco, Britax, UPPAbaby.

  2. CONDIÇÃO: Estar em boas condições de uso e não ter sofrido impacto anterior, o que pode ter danificado elementos estruturais da cadeira sem que você consiga perceber a olho nu.
    Dicas: Por mais tentador que seja, pense duas vezes antes de aceitar uma cadeirinha usada, pois ela pode estar com a estrutura comprometida. Nunca aceite uma cadeirinha cuja procedência você desconheça ou que tenha mais de 5 anos de uso.  A não ser que sua família não tenha condições de arcar com mais uma despesa e precise dessa doação, essa é uma economia que não vale a pena.
  3. ADEQUACÃO: Ser apropriada para o peso e o tamanho do bebê, que sempre deverá ser colocado de forma correta, como manda o manual. Caso contrário, a cadeirinha não estará protegendo a criança e poderá, inclusive, ser prejudicial.
    Repare como o cinto de 5 pontos do Britax Chaperone está bem ajustado no boneco (atente para os ombros).

    Repare como o cinto de 5 pontos do Britax Chaperone está bem ajustado no boneco (atente para os ombros).

    Dicas: Sugiro investir numa cadeirinha do grupo 0+ que suporta até 13kg, mas fique atento para a altura máxima também. É muito importante que a cabeça esteja bem sustentada a todo momento. Por isso, embora o peso seja o fator determinante para a categoria de cadeira, não esqueça de levar em conta a altura (especialmente se o seu bebê é comprido; ele pode atingir o limite de altura antes de chegar no peso máximo recomendado). Leia com atenção o manual antes de usar. E não esqueça de afivelar o cinto de 5-pontos (1 ponto em cada ombro, 1 de cada lado inferior e 1 central, entre as pernas) SEMPRE que for andar de carro com seu bebê.

  4. COMPATIBILIDADE: Caber no carro, no banco traseiro do veículo, seja na posição central (ideal se houver cinto de 3 pontos, mas pouco comum) ou lateral, atrás de um dos bancos dianteiros. Se as dimensões não forem compatíveis, a instalação não será bem feita.
    Dicas: Especialmente para quem tem um carro compacto, compensa tirar as medidas do banco traseiro (e da distância para o assento dianteiro) antes de sair às compras. Assim, você evita o estresse e o desgaste diário de ter que, na pior das hipóteses, devolver a cadeirinha e comprar outra ou, no mínimo, ter que andar apertada no banco da frente para permitir a instalação da cadeirinha no banco de trás.
  5. INSTALAÇÃO: Estar instalada corretamente no banco do carro, virada para trás, de forma que fique firme, sem chacoalhar mais de 2 ou 3 cm em cada direção.
    O sistema LATCH da Chicco Keyfit, considerado um dos modelos mais simples de instalar.

    O sistema LATCH da Chicco Keyfit, considerado um dos modelos mais simples de instalar.

    Dicas: Se você tiver um carro com Isofix  – ganchos acoplados à carroceria do veículo – (veja lista aqui), recomendo fortemente que compre uma cadeirinha compatível com esse sistema de fixação. Procure pelos nomes “Isofix” ou “LATCH”.  Esse dispositivo, além de garantir uma fixação muito mais forte – por ser afixado direto na carroceria, ao invés de usar o cinto – é muito mais seguro porque minimiza o erro na instalação. Infelizmente, não são vendidas cadeirinhas com Isofix no Brasil (leia mais aqui). Caso não seja uma opção para você, recomendo que procure vídeos na internet, leia o manual e instale a sua cadeirinha antes do bebê chegar. Treine bastante, ajustando bem o cinto, testando a fixação da cadeirinha, até você sentir segurança na sua habilidade de instalar a cadeirinha. Repito: é imprescindível que a cadeirinha esteja instalada corretamente.  Caso contrário, ela não vale de nada.

Agora para os opcionais:
  • Quer mais segurança e conforto para o bebê? Sugiro investir numa cadeirinha que tenha proteção lateral (SIP ou “side impact protection”).
  • Quer rapidez? Compre uma cadeirinha cuja base fique no carro (idealmente instalada com o Isofix) de tal forma que basta um clique para tirar a cadeirinha e levar o bebê para passear. Se tiverem mais de um carro, compre uma base extra.
  • Quer praticidade? Escolha uma marca que faça parte de um “travel system” (ex. Peg Perego ou Graco) ou compre um adaptador para poder acoplar a cadeirinha ao seu carrinho de bebê.
  • Quer poupar os seus braços? Compare o peso das cadeiras se a intenção é ficar muito tempo carregando o combo bebê conforto + bebê (mas saiba que isso geralmente implica em escolher uma cadeira com limite de peso mais baixo ou uma menos robusta e, portanto, menos segura).
  • Não quer abrir mão do visual? Opte por marcas europeias (como a Maxi Cosi/ Bebé Confort) ou pelo novíssimo e super aguardado lançamento da UPPAbaby, o Mesa infant car seat (compatível somente com os carrinhos da marca deles, por enquanto), que é liiiindo. [quem acompanha o blog ou me conhece pessoalmente sabe que eu tenho uma quedinha pela marca UPPAbaby ;-) ]

    Com proteção lateral e um visual "clean" o UPPAbaby Mesa nem foi lançado e já está bombando. Mas só é compatível com os carrinhos da marca.

    Com proteção lateral e um visual “clean”, o UPPAbaby Mesa nem foi lançado e já está bombando. Mas só é compatível com os carrinhos da marca.

Sei que já escrevi demais, mas queria deixá-los com algumas observações importantes sobre o uso das cadeirinhas infantis.

  • É importante lembrar que a função do bebê conforto é transportar o bebê com segurança. Por favor, não deixe seu bebê no bebê conforto por horas a fio – apesar do nome, não há nada de muito confortável nesse apetrecho (pelo menos não comparado aos braços de um outro ser humano)! Além de ser restritivo fisicamente e de contribuir para a síndrome da cabeça chata, a cadeirinha não é ergonomicamente ideal para sonecas nem oferece conforto e diversão para o bebê nos momentos em que ele está acordado.
  • Nunca coloque o bebê conforto solto numa superfície alta, tipo a bancada da cozinha ou uma mesa, quando o bebê estiver dentro. É preferível deixá-lo no chão ou acoplado no carrinho.
  • Por mais tentador que seja “fazer o upgrade” para uma cadeirinha em que o bebê fique voltado para a frente (Cadeirinhas do Grupo 1), a Academia Americana de Pediatria agora recomenda deixar o bebê viajar voltado para trás até os 2 anos de idade. Na Suécia e na Alemanha, é comum levar as crianças em cadeiras “rear-facing” até os 4 anos ou mais. O motivo é simples: estudos mostram que viajar assim é 5 vezes mais seguro! Se você lê inglês, visite o site Rear Facing para maiores informações.

Espero que este post tenha ajudado você a fazer uma boa escolha e um uso consciente da cadeirinha/ bebê conforto. Desejo a você e a seu bebê passeios seguros e prazerosos!

[Você poderá gostar também do post Como escolher um carrinho?]

Anúncios

23 Comentários

Arquivado em Uncategorized